quarta-feira, 20 de janeiro de 2010

A noite me engoliu e trancada em meu quarto mal vi a escuridao passar.
Alguns passarinhos começaram a cantar mais alto e eu nunca soube como seu canto era bonito.
Anunciavam o início da manhã e me diziam que o sol ja estava a nascer. Jogando seus raios dentre os prédios, fazendo sombras e pintando o meu céu.

Igual ao que uma vez pintei em um retrato. Um céu que eu assistia acordar.

E como no dia em que criei meus sonhos, e como no dia em que os vi voar, ouvi a canção do dia nascente e não controlei um sorriso.
(Como a surpresa sempre é bela ...)
Todos ainda dormiam. As janelas permaneciam fechadas, as portas trancadas e os olhos pregados provavelmente sonhando ilusões. Ninguém via o tempo passar e ninguém sentia o vento que levava as estrelas embora.
Mas eu estava ali, vendo tudo acontecer.
Cada vez que desfocava meus olhos de minha caneta e papel, meu céu ja estava um pouco mais claro. Como se o sol aos poucos, pedisse licença pra entrar.
Lhe dou licença a entrar.
Lhe abro a porta, se necesáario, e se quiser até lhe suplicoso para ter a certeza de que todas as minhas manhãs comecem felizes assim.

8 comentários:

André Junior disse...

Nossa! Que lindo texto!!
Parabéns! Bjs

Nallyson Luiz disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Nallyson Luiz disse...

Nossa, lindo mesmo! Concordo com você André.
Como é bom poder acordar todas as manhãs com o canto dos pássaros e com o brilho do raiar do sol. Devemos sempre, todos so dias, acordar dar graças à Deus por ter-mos completado mais uma noite de sono para ter-mos a oportunidade de saber que por mais uma vez teremos a chance de ver e ouvir as maravilhas criadas por Ele...


...Parabens pelas palavras.

Tamih disse...

Esse texto é maravilhoso!!!Apaixonei!!!Parabéns!Depois de uma olhada no meu blog tb, e se vc puder,se torne uma seguidora...
Bjos!!!

garota de unhas vermelhas disse...

Sempre que leio seus textos acabo me notando com um sorriso no rosto.
Parabéns!!! Você escreve muito bem.

Anônimo disse...

Belo texto, você escreve realmente muito bem ! Alguns de seus textos me deixam feliz,outros triste mas sempre me compreeedem.

Anônimo disse...

Belo texto,você escreve realmente muito bem !
alguns de seus textos me deixam tristes, outros feliz mas sempre me compreendem .

Anônimo disse...

belo texto