domingo, 19 de fevereiro de 2012

Quis viver um sonho.
Não um sonho que é sonho pela qualidade de perfeição inclusa nele.
E sim um sonho, porque simplesmente está na minha cabeça quando eu acordo.
Quando eu vou dormir. Quando eu vivo e quando morro.
Cheguei perto, tive indícios que nunca tive antes.
Cheguei a pensar.
E se...
E se estiver acontecendo?
Mas o baque foi forte demais para mim.
Eu não sou o tipo de pessoa que aguenta viver um sonho.
Então ele fugiu.
Saiu correndo para longe de mim
e agora eu o vejo, ali, tentando se esconder
bem atrás de você.

Um comentário:

Rick" disse...

Menina, que texto mais bonito. Gosto dessa maneira, das suas palavras. E olha só, você também falando de sonhos. Parece mesmo mais difícil aguentar um sonho quando neste mesmo sonho existe alguém. Belo post. Bjws"
Visita?
http://semguarda-chuvas.blogspot.com/